Gasthof Itterbach

Local
Düsseldorf, Alemanha.
Ano
2003
Descrição

O edifício fica próximo a uma grande atração turística de Düsseldorf, o Schloß Benrath, entre uma rodovia, uma estação de trens e uma estação de bondes.

Um lugar de descanso sobre o canal Itterbach, a princípio pouco atarente, embora se esqueça que o mesmo seja a fonte de água dos jardins do palácio.

A fita edificada volta-se para o canal e cria um lugar introspectivo. A água corre por dentro do edifício, criando lâminas e quedas. No seu interior o canal torna-se uma experiência com alternâncias.

Os contrastes acontecem pela ordem de aberturas e fechamentos, assim como o jogo de materiais com transparência (vida), translucidez (relaxamento) e opacidade (hospedagem).

Os corredores são abertos como uma vitrine. São a única parte exposta ao exterior e funcionam como pano de fundo para volumes por onde a água corre.

A estalagem, assim como o café e o Biergarten ficam tanto à beira como sobre a água, tomando-a como elemento de contemplação e criação de cenários.

As suítes são isoladas do movimento da rua, bem como dos olhos de quem por ela passa. Abrem-se para um pátio interno translúcido, lugar de descanso.

Projeto desenvolvido na Kunstakademie Düsseldorf, Alemanha.